Brasil: um país de dimensões continentais formado por 207 milhões de ilhas. Ou habitantes

0
262

O petista odeia o tucano. O adepto de Jair Bolsonaro não quer nem ouvir falar de progressista. O católico tem resistência em conversar com o espírito. O ateu ou o agnóstico viram a cara ao Cristão Evangélico.

Quem torce para o Corinthians não quer ouvir falar de São Paulino. Pobre distante de rico. E o caminho é trilhado. Rumo ao abismo.

Viramos símbolos, preferências e agora temos uma dificuldade tremenda de conviver com os diferentes. É em todo o tempo ou lugar. Sem hora para terminar.

Compareço em alguns ambientes sociais e a retração é evidente. “Eu sou casado e tenho filhos. O que tenho a dizer ao homem solteiro bem sucedido?”. “Quero conversar e trocar uma ideia sobre política. Mas será que a pessoa vai aceitar?”

Riscamos o diálogo do vocabulário. Integração é conceito esquecido. Amizades não são processos naturais. Viraram milagres.

Vivemos em um Brasil de dimensões continentais e no fundo formado por 207 milhões de ilhas. No fundo, é uma tragédia.

(Elias Aredes Junior)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here